Tem qualquer coisa de intrigante na forma como a diretora simplesmente abandona qualquer tipo de dispositivo que pudesse organizar o desenrolar da história dessas personagens. 

Quer dizer, fora a exposição clara que vai nos revelar a ligação entre as duas no final do filme. Mas funciona na maior parte do tempo. 

Se ela buscava concretizar esse tema, esse sentimento da relação com o mar e da importância de seus simbolismos e de sua materialidade e fisicalidade, ela consegue fazê-lo. A narração final, contraposta com o nado, deve ser a melhor cena que sai disso. 

Isso faz com que o espectador monte na cabeça todas as conexões a partir das pistas deixadas até ali. Um momento de amarração temática, emocional e até mesmo lógico por esclarecer de vez tudo. 

Ainda assim, certos tropeços são um bocado incômodos para deixar de lado. Fora a banalidade da forma como ela apresenta as amas japonesas (um cara fala sobre e o filme de repente ganha esse aspecto documental dos depoimentos), mulher oceano parece confiar demais nos diálogos que são menos naturalistas do que deveriam. 

(sem contar as referências/cópias da experiência da branca em Tokyo que parecem simplesmente seguir o caminho de Encontros e Desencontros)

Mais que isso, a narração que funciona tão bem no final sempre parece tão rudimentar ao fazer as suas reflexões ao longo do filme. (tipo, você não tem mais nada para dizer sobre o mar além da profundidade oculta e da selvageria das ondas?) 

No fim, Sganzerla meio que carrega o próprio filme mais enquanto atriz que enquanto diretora. Isto quando o filme abandona seu lado simplório e confia na performance dela em cenas que parecem ser sobre nada. Mas que dizem mais que todo resto.

mulher oceano, brasil, 2020
direção: djin sganzerla
roteiro: djin sganzerla vana medeiros
fotografia: andré guerreiro lopes
montagem: karen akerman
elenco: gustavo falcão djin sganzerla jandir ferrari stênio garcia nakazeko mie lucélia santos nakamura sayuri nakayama shigeyo matsui sumiko kentaro suyama uemura yoshino rafael zulu helena ignez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s